Guia completo para Filamento PLA

O que é o PLA?

PLA é abreviação de Poliácido Láctico, um polímero termoplástico derivado de recursos renováveis, mais especificamente de amido de milho ou cana-de-açúcar. Isso diferencia o material de outros plásticos comumente utilizados, que são produzidos através de subprodutos do petróleo.

Uma vez que o filamento PLA é um produto biodegradável, ele tende a se decompor naturalmente em cerca de três a seis meses quando descartado. Outros materiais termoplásticos podem levar até mil anos para se decompor, tornando o PLA muito mais amigável com o meio ambiente.

A produção do filamento inicia com uma resina crua e granulada de cor clara, este grão é chamado de pellet. O material é misturado com aditivos chamados masterbatches, estes que define a cor do filamento que não altera por lote devido à dosagem eletrônica e mistura mecânica. A partir daí o material deve ir para estufa por 6 horas à 55ºC, onde ocorrerá a secagem total, garantindo a maior qualidade na fabricação do filamento.

Após seco, o material granulado entra imediatamente em uma extrusora de parafuso, onde passa por diferentes fases de aquecimento, é misturado e extrusado em um filamento sólido. Este filamento é então colocado em um tanque de água, que esfria o material em uma forma redonda. Após o resfriamento, o filamento passa por medição eletrônica de diâmetro e ovalização, e finaliza com o bobinamento em carretéis.

PRÓS

O filamento PLA é conhecido por ser extremamente fácil de imprimir, não possui retrações térmicas e a temperatura de impressão é relativamente baixa em comparação com outros materiais, tornando-o mais versátil e conveniente de imprimir. Além disso o PLA consegue imprimir detalhes de alta qualidade na superfície, sendo indicado então para todo tipo de peça, desde miniaturas a modelos grandes.

O material é de grande popularidade também porque não causa odores ao imprimir, isso decorre do fato que o PLA é um material biodegradável e fabricado a partir de fontes renováveis. Por essa razão ele é adotado em grande escala na indústria alimentícia.

Contras

Apesar de ser o filamento mais popular de todos, o PLA possui algumas desvantagens. A primeira é a baixa transição vítrea em torno de 55º, o que ocasiona deformações térmicas quando em contato com fontes de calor ou mesmo o sol. A segunda característica ruim é que o PLA não é indicado para peças que estarão sob muito esforço mecânico, pois o material tem baixa resistência ao impacto quando comparado com o ABS e PETG.

Por fim, pela praticidade o PLA é ideal para prototipagem, mas levando em conta que por não ser um material de alta dureza e resistência térmica, as peças serão desgastadas de forma mais rápida.

utilidades do pla

Filamento PLA é um ótimo material para inúmeras aplicações. Embora não tenha as propriedades mecânicas encontradas em outros tipos de filamentos, o PLA é fácil de imprimir possui a maior gama de cores. Dessa forma o PLA é super indicado para peças estéticas e prototipagem rápida, particularmente nos casos em que a peça impressa em 3D não encontrará muito estresse mecânico ou tensão.

Portanto, o filamento PLA é ideal para objetos decorativos que necessitarão de grandes detalhes e cores específicas, não deixa de conferir as que temos disponíveis como: Amarelo, Azul Escuro, Branco, Cinza, Dourado, Marrom, Natural, Prata, Preto, Rosa Claro, Verde, Verde Marca Texto, Verde Tiffany, Vermelho e muito mais.

Parâmetros para impressão

A temperatura ideal para imprimir em PLA varia de 180 até 210º C, dependendo do tipo de impressora, velocidade, diâmetro do bico e pigmentação. Por exemplo, a temperatura deverá ser mais alta à medida que aumenta velocidade ou o diâmetro do bico, de forma a proporcionar o fluxo correto do material. A cor do PLA também pode variar minimamente a mudança de temperatura e propriedades mecânicas, pois cada cor é alcançada por pigmentações únicas através do processo de masterbatches.

Não é necessário utilizar mesa aquecida para imprimir com PLA, apesar de que ela pode melhorar muito a sua adesão. Devido a isso também que o PLA é o material compatível com absolutamente todas impressoras FDM que existem. Outras formas de melhorar a adesão são cola bastão, fita azul ou até mesmo fixadores em spray.

É de suma importância que o resfriamento do bico esteja em 100% para que não haja deformação nas camadas de impressão. A exceção consta apenas na primeira camada, onde o cooler pode estar desligado para aumentar a adesão na mesa.

MÉTODOS PARA ACABAMENTO

Há diferentes formas de realizar acabamento no PLA, variando conforme o uso da peça impressa. Inicialmente é importante retirar rebarbas que ficam nas arestas através de estilete de precisão ou outra ferramenta cortante.

Para alcançar superfícies mais lisas, utilizar diferentes tamanhos de lixa, variando da mais robusta até as de água. Cuidado ao utilizar lixas elétricas, o movimento rápido gera calor e pode deformar facilmente a peça.

Após a primeira fase de lixamento, pode ser aplicado primer spray, líquido ou mesmo massa plástica, assim preenchendo as ranhuras e lixar novamente os excessos.

Partindo para a fase de pintura, pode utilizar pincéis com tintas acrílicas comuns e foscas que são fáceis de encontrar e baratas, ou mais opções profissionais para modelismo e automotivas. Há a opção de utilizar métodos mais ágeis como aerógrafos que irão garantir coberturas homogêneas e maior rapidez no processo. Para finalizar a peça pode ser aplicado verniz apropriado às tintas utilizadas, de forma a aumentar a vida útil da pintura.

COMO ARMAZENAR O FILAMENTO PLA

Os filamentos são feitos a base de polímeros e possuem uma característica chamada higroscopia, que é a capacidade de absorverem água presente no ambiente, esse fenômeno ocorre com a simples exposição do filamento ao ambiente.

Os polímeros em geral não possuem data de validade, mas quando expostos a intempéries, principalmente umidade, as suas propriedades podem sofrer mudanças e impactando na qualidade final da impressão.

Dessa forma o armazenamento dos filamentos é crucial para prolongar a vida útil deles e manter sua qualidade original. Os filamentos devem ficar armazenados em ambientes com umidade relativa menor que 50%, considerados como locais secos.

Uma sugestão é utilizar caixas plásticas, isopor e até caixa térmico pois são herméticos, fáceis de achar e cabem diversos carretéis. Além disso é importante manter sílica ou anti-mofo de forma a retirar a umidade do local.

Caso queira deixar ainda mais profissional, vale a pena comprar um medidor de umidade para manter na caixa ou ambiente da impressora. Opte por adquirir um equipamento específico para este tipo de medição chamado higrômetro, há diversos modelos no mercado por um preço acessível.

Deixe uma resposta

Abrir Whatsapp
Precisa de ajuda???